fbpx
24 de Julho de 2020

Ferramentas de Coaching: Gerir equipas à distância – Game Changer

GC EE blog header thumb apo GalileuO trabalho à distância hoje, por imposição de uma pandemia mundial, é a solução para se manter a actividade económica. Perante este contexto, totalmente atípico, é essencial que as empresas se reinventem e consigam ter uma rápida capacidade de resposta, todos os gestores têm que ter consciência que a mudança não pode ser evitada. Liderar em tempos de pandemia, requer adaptabilidade e agilidade.

O trabalho à distância acarreta grandes desafios, não apenas às empresas, como também aos profissionais responsáveis pela gestão das equipas e projetos. Liderar torna-se uma tarefa ainda mais complexa, a falta de presença física e interação face to face, pode causar algumas dificuldades numa gestão de equipas, e para quem nunca viveu esta realidade, a adaptação não é fácil quando se tem de gerir a comunicação com todos os elementos da equipa, colaboradores em casa a aprenderem a conciliar a vida familiar com trabalho, no mesmo espaço, adoção de novas competências, à velocidade da luz, transformação profunda de processos e rotinas, enormes mudanças a acontecer em tempo recorde.

Neste contexto, é necessário ter uma liderança determinada e esclarecida para que não se corram riscos, no cumprimento das tarefas e prazos por parte das equipas à distância. O líder, mesmo à distância, tem que ser capaz de motivar, esclarecer, ajudar e fazer com que o trabalho evolua, sendo necessário que a equipa se autonomize na realização das suas tarefas.

A utilização das ferramentas de coaching, neste contexto de liderança à distância, são grandes aliadas, permitindo trabalhar questões como autoconhecimento, metas, prazos, permitindo a tomada de consciência dos colaboradores do seu verdadeiro potencial e promover o ambiente adequado para suscitar ou fortalecer a motivação da equipa.

Estes líderes fazem perguntas poderosas, praticam uma boa escuta ativa, acreditam numa cultura de feedback, capitalizam a singularidade e os pontos fortes de cada um dos membros da equipa, de modo a garantir que eles tenham sucesso no desempenho do seu trabalho num contexto completamente diferente.

Quando o líder utiliza competências de coaching, cria condições para o desenvolvimento contínuo dos seus colaboradores através de:

  • Tomada de consciência do desempenho;
  • Espaço para reflexão sobre a situação presente e exploração do estado desejado;
  • Apoio na criação de planos de ação;
  • Acompanhamento da sua realização.

Estes pontos vão ajudar a estabelecer ou reforçar comportamentos e valores que apoiem organizações e comunidades
ao longo da crise que está a decorrer. Além disso, estes são passos para ajudar líderes para próximos desafios, adotando um novo mindset.

O Coronavírus está a impor-nos novos paradigmas de gestão de equipas, sendo um grande desafio para os líderes. Não se sabe até quando essas consequências durarão, esta incerteza é mais uma razão para adotar as medidas propostas neste artigo.

 

Ana Paula Oliveira Formadora Galileu

Ana Paula Oliveira

International Consultant/ Coach & Trainer

 

Artigo retirado da Edição Especial da Game Changer – Teletrabalho

Pode ainda descarregar aqui a edição especial completa da Game Changer e aceder a este e a outros artigos

Conheça aqui todas as edições da GAME CHANGER e preencha o formulário, indicando os seus dados, caso pretenda receber gratuitamente as próximas edições da revista em formato impresso

 

Veja também o webcast que realizamos sobre esta temática >>