8 de Junho de 2017

Como podem as empresas estar preparadas e adequadas para receber a Geração Z?

Habituados a um acesso imediato à informação, e consequente satisfação das suas necessidades, estes jovens não se aliciam com objetivos a longo prazo, sendo fundamental o estabelecimento de incentivos a curto prazo que alimentem e sustentem os seus níveis de motivação e satisfação. Igualmente, podem manifestar menor tolerância à frustração e anseiam constantemente por promoções ou reconhecimento do seu trabalho.

Por outro lado, foi uma geração que assistiu a uma gigante mutação e evolução tecnológica, social, comunicacional, global, pelo que a mudança não os assusta, tornando-os mais suscetíveis a correr riscos, o que os conduz a uma maior rotatividade. Desta forma, a possibilidade de desenvolvimento pessoal contínuo e formação profissional constante são fatores chaves para manter estes jovens motivados. Igualmente, tendem a resistir menos a processos de mudança organizacional, revelando elevada propensão para experienciarem coisas novas.

Pode consultar o artigo completo na Edição #04 da Revista Game Changer

por ANA GONÇALVES CORRÊA
Psicóloga clínica e Gestora de RH Associação de Solidariedade SUBUD