14 de Abril de 2018

As Organizações em Portugal estão preparadas para o novo RGPD?

O novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) produz efeito a 25 de maio de 2018 e vem introduzir um conjunto de desafios às Organizações, com o surgir de novos direitos, deveres, conceitos e obrigações.

As Organizações devem, portanto, promover uma nova cultura de privacidade dos dados, que exige novas competências e comportamentos.

Contudo, um estudo da KPMG (2017), comprova que há ainda Organizações em Portugal que não estão preparadas para cumprir o RGPD, que começa a ser aplicado a 25 de maio de 2018.

 

Consciência

35% das Organizações consideram ter um grau de consciência muito baixo ou baixo sobre as orbigações e impacto do RGPD.

Impacto

53% das Organizações prevêem que a implementação do RGPD terá um alto ou muito alto impacto na sua atividade.

Desafios

65% das Organizações consideram a multiplicidade de processos de tratamento de dados pessoais como um dos maiores desafios do RGPD.

Implementação

85% das Organizações ainda não começaram a implementar medidas efetivas para garantir a conformidade com o RGPD.

Data Protection Officer (DPO)

57% das Organizações ainda não nomearam a figura do DPO.

Sensibilização e Formação

58% das Organizações não promovem ações de sensibilização e formação adequadas sobre proteção de dados.

Fonte: KPMG, O Impacto do Regulamento Geral de Proteção de Dados em Portugal (2017)

 

Prepare a sua Organização para o RGPD.

Saiba mais sobre a oferta formativa da GALILEU na área da Proteção de Dados >>